Sobre amores, amigos e afins

Olá pessoal. Esse post é importado de um de meus blogs anteriores, e vou trazê-lo aqui porque, apesar de confuso, foi o único que não era um desabafo e foi o único que recebeu comentários. Se quiserem o link para o blog, é este: http://blogdoblk.blogspot.com/. O blog não estava legal, estava zoneado e eu queria algo melhor, com categorias etc. Além disso, fazia tempo que eu não bloggava, então decidi trazer um blog novo com uma proposta diferente, falando sobre todos os assuntos e que fosse mais entendível, e aí surgiu o Blk’s Blog.

O título original do post era ‘PS: I Love You’, porque na época todos os posts tinham nomes de filmes. Decidi mudar porque achei esse nome melhor. Sem mais delongas, aí vai o texto original do post:

PS: I love you

Hoje estava pensando no próximo post, este que agora escrevo, e num título para ele, então achei interessante mantêr a utilização de títulos de filmes para os posts. Então o deste é o mesmo de uma das comédias românticas que são favoritas de grande parte das garotas românticas de hoje e de alguns caras românticos também. O post não será uma crítica ao filme (que é muito bom), mas sim uma espécie de continuação do anterior. Este post é sobre a frase pronta mais falada no mundo (não sei se isso é fato, mas ao que me parece sim):

EU TE AMO.

Todo mundo diz eu te amo. Escolhi esse tema para o post porque vi a frase do msn de uma amiga que está quase namorando há poucos dias e a frase dizia ‘Eu te amo’. Mas até que ponto isso é verdade? Quando um ‘Eu te amo’ é sincero?

Não estou questionando aqui sentimentos e nem dizendo que ela não gosta dele. Estou dizendo que ela provavelmente AINDA não o ama. E por que eu digo isso? É simples: Na minha concepção, o amor não é um sentimento qualquer. Não é um sentimento comum. O amor é o mais belo dos sentimentos, é tudo aquilo que Camões disse em seu soneto mais famoso (e que assola a cabeça de alunos do ensino fundamental e médio. Sim, eu colocarei o soneto aqui.

Amor é fogo que arde sem se ver
É ferida que dói e não se sente
É um contentamento descontente
É dor que desatina sem doer

É um não querer mais que bem querer
É solitário andar por entre a gente
É um não contentar-se de contente
É um cuidar que se ganha em se perder

É querer estar preso por vontade
É servir a quem vence, o vencedor
É ter com quem nos mata, lealdade

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?!

Pois é, este é o soneto de Luís Vaz de Camões que todo mundo já ouviu pelo menos um trechinho.

O amor é isso e mais um pouco…

Segundo uma reportagem sobre biologia que li há algum tempo, se apaixonar é um fenômeno químico-biológico (bioquímico, então) que envolve a combinação de fragmentos de material genético de duas pessoas na qual se checa as chances de aquele casal gerar descendentes viáveis. Isso explica mais ou menos o que as pessoas dizem se tratar de amor à primeira vista. Mas amor à primeira vista não existe. Amor é uma coisa, paixão é outra.

Esse fenômeno justifica o despontar de uma paixão. Aí o casal se apaixona e ambos ficam meio agitados. A paixão é assim: agitada, flamejante, carnal. Aí o casal começa a se relacionar. Com o passar do tempo, então, o sentimento entre eles começa a ficar mais calmo, mais sublime, mais profundo. Passam de dois apaixonados a dois corpos com essências fundidas em uma só. Isso é amor. Não digo que amor é plenamente estável, isso seria uma visão romântica (no sentido histórico-artístico) demais. O amor também é turbulento, mas é mais profundo, mais calmo so sentido do sentimento essencial entre as duas pessoas.

Amor não surge do nada. Amor se cultiva, se conquista aos poucos.

Amor não é macarrão instantâneo. É talharim de massa caseira. Com a comparação horrível, quero dizer que paixão não é a mesma coisa que amor. Amor é outra coisa.

Bem, é isso.

É bem confuso, eu sei, mas a proposta era legal eu acho. A propósito, o ‘namoro’ deles durou alguns dias e eles terminaram… NÉ.

Um pensamento sobre “Sobre amores, amigos e afins

  1. MrBlk disse:

    Como foi que eu escrevi texto com s??? Dels!! Vou corrigir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s